Ultegra R8100 com 12 velocidades herda o DNA de tecnologia e competição do novo Dura-Ace R9200

31 de agosto 2021

A série Ultegra R8100 passa a ter 12 velocidades com trocadores Di2 sem fio e câmbios mais rápidos; pela primeira vez, Ultegra inclui opção de medidor de potência e rodas tubeless completas de carbono, com freio a disco.

Divulgação: Shimano

Na proporção em que o novo Dura-Ace é projetado para aqueles que estão procurando todas as vantagens competitivas possíveis, o novo Ultegra é a aplicação no mundo real de todas estas tecnologias. Esta nova série, R8100, compartilha o mesmo DNA da série R9200, oferecendo excelente desempenho em todas as funções, combinando os pilares da Ciência da Velocidade utilizada no desenvolvimento do Dura-Ace, para ajudar ciclistas a alcançarem performance ainda maior.

Os desenvolvimentos no Ultegra, assim como no Dura-Ace, podem ser divididos em cinco pontos: plataforma de mudança de marchas, interface de controle, sistema de freios, sistema de transmissão e sistema de rodas. Vamos dar uma olhada em cada um destes pontos:

Plataforma de mudança

O Ultegra R8100 compartilha a mesma plataforma Di2 revisada que o Dura-Ace R9200 para melhorar a velocidade de mudança, tornando a conexão trocador-câmbio ‘sem-fio’, e ainda garantindo confiabilidade total.

O novos produtos compartilham a mesma plataforma para que os usuários possam se beneficiar de: mesma nova plataforma Di2 que melhora o design do motor nos câmbios, diminui a velocidade de processamento (ou seja, o tempo de movimento entre os mecanismos de motor e engrenagem) e o desempenho de transmissão para permitir a mudança de marchas mais rápida da Shimano em todos os tempos. Isso resulta em uma redução de 58% no tempo de operação do câmbio traseiro e uma redução de 45% no tempo de operação do câmbio dianteiro em relação ao câmbio traseiro RD-R9150 anterior.

Confiabilidade total em uma conexão com fio onde se faz necessária. Novos fios SD-300 de diâmetro menor conectam a bateria Di2 (BT-DN300) ao câmbio dianteiro (FD-R8150) e ao câmbio traseiro (RD-R8150). Uma bateria interna é solução de carregamento simples, garantindo uma conexão estável e de alta tensão aos câmbios, contribuindo para a troca de marchas mais rápida da Shimano. Testes mostram que a bateria BT-DN300 dura 1000 km entre as cargas. Os botões de troca do STI são alimentados por baterias CR1632, ‘estilo moeda’ que duram aproximadamente 1,5-2 anos de uso.

Um circuito de chip proprietário de alta segurança, de rápido processamento e baixo consumo de energia, diminui significativamente a chance de interferência de dispositivos externos.

O novo câmbio traseiro ULTEGRA é o ponto de carga do sistema (substituindo o carregador SM-BCR2 da Shimano) e fornece a conexão sem fio para trocadores STI e outros dispositivos de terceiros (substituindo a unidade sem fio EW-WU111). Além disso, seu design integrado fornece o ponto de controle para customizar as operações Di2 e os modos de mudança sincronizado, substituindo o botão anterior do guidão ou Junction-A (SM-RS910) dentro do quadro.

A diferença dos câmbios Ultegra para o Dura-Ace está na construção: os câmbios dianteiros e traseiros R9200 pesam 96 g e 215 g, respectivamente, enquanto os pesos do R8100 são 116 g e 262 g, resultando em uma diferença combinada de 67 g.

Interface de controle

Para escaladas, sprints ou contrarrelógio, a Shimano equilibrou conforto, aparência e ganhos aerodinâmicos do Ultegra com ergonomia incomparável.

Os novos trocadores (ST-R8170) com freio a disco hidráulico sem fio Ultegra de 2×12, se apresentam com a parte mais elevada da capa do trocador levemente curvada para dentro, e uma área aumentada entre o trocador e o guidão, para entregar um outro nível de conforto e controle. Isso oferece aos ciclistas uma pegada melhor para os dedos indicador e dedão na capa do trocador e, melhor acomodação para 3 dedos na alavanca de freio, enquanto oferece fácil acesso à alavanca de mudanças no drop do guidão. Uma outra mudança vem num desvio maior entre os botões Di2 na alavanca, para permitir uma diferenciação melhor entre botões de trocas para cima e para baixo, principalmente quando o ciclista está de luvas ou com os dedos úmidos de suor.

Os trocadores ST-R8170 operam com uma conexão sem fio, alimentada por baterias tipo moeda CR1632. Esta conexão sem fio permite um simples procedimento de instalação e sem portas de cabo de mudança no quadro ou guidão. Juntamente com o roteamento interno de cabos, ele permite um cockpit super clean.

O ST-R8170 é compatível com novos botões de câmbio remoto minimizados. O botão de sprint (SW-R801-S) ou o de escalada (SW-R801-T) da Shimano, podem ser usados com abraçadeira ou podem ser posicionados integralmente no guidão com uma porta específica, como no novo guidão PRO Vibe Evo. Estas novas opções mais compactas de trocadores satélite se conectam aos drops do guidão através de um cabo de 100mm (SW-RS801-S) ou para a parte de cima do guidão através de um cabo Di2 de 260 mm (SW-RS801-T).

App E-Tube

A interface de controle traz algumas opções úteis de personalização, graças ao aplicativo E-Tube atualizado, compatível com a série Ultegra R8100. Assim como nas versões anteriores, a versão 4.0.0 do E-Tube Project permite que preferências como câmbio sincronizado ou semi-sincronizado, multi-shift, velocidade de mudança e mapeamento de botões de mudança STI sejam configurados mesmo em movimento. Também conexões com ciclo computadores de outros fabricantes podem ser configuradas para exibir informações Di2.

Sistema de transmissão

O Ultegra tem dois novos cassetes Hyperglide+ de 12 velocidades com relações 11-30 e 11-34. O cassete 11-30 em particular, foi otimizado com uma revisão nas engrenagens nos pontos chave onde ocorre a mudança de marchas entre os 6º, 7º e 8º pinhões, para manter a marca registrada da Shimano em passos de engrenagem suaves e consistentes.

Tudo isso combinado a mudanças rápidas e sem trancos, graças ao perfil em rampa inteligente do cassete, entrega mudanças mais suaves mesmo sob cargas extremas, não importa se você está fazendo as trocas para cima ou para baixo no cassete.

O resultado? Não há mais aquela necessidade de diminuir uma aceleração ou marcar seu passo em uma pedalada para casar mais fácil com suas trocas. Os ciclistas podem dar aquela ‘martelada’ e fazerem trocas de marcha ainda mais rápidas, com cadência suave e melhor transição de velocidade graças ao cassete Ultegra com tecnologia Hyperglide+.

Os cassetes vêm com um novo padrão de encaixe estriado, também compatível com as versões anteriores dos Freehubs Shimano de 11 velocidades, o que significa que novos componentes Ultegra R8100 podem ser usados com as rodas anteriores de 11 velocidades da Shimano.

Pela primeira vez, os pedivelas Ultegra vêm com a opção de medidor de potência: o FC-R8100-P oferece mais de 300 horas de tempo de pedal graças a uma bateria li-íon integrada, recarregável e resistente à água. Dados de ambos os lados do pedivela são fornecidos pelos medidores de tensão da Shimano que ficam nos dois braços do pedivela. Os medidores de potência ULTEGRA usam tecnologia Bluetooth e ANT+ para transmitir dados.

Os pedivelas com medidor de potência e sem o medidor de potência vêm em combinações de marchas 50-34T ou 52-36T com comprimentos de braço de 160, 165, 170, 172,5 e 175 mm. O pedivela ULTEGRA com medidor de potência pesa 769 g, apenas 21 g a mais que o medidor de potência DURA-ACE com 748 g. O R8100 completo utiliza a mesma corrente de 12 velocidades usada na série XT M8100 da Shimano, simplificando a necessidade de estoque para lojistas e ciclistas.

Sistema de freios

Os novos componentes de freio Ultegra da Shimano oferecem um controle mais refinado em curvas com linhas mais estreitas, rápidas e agressivas encontradas em situações de corrida de ciclismo em estrada.

Com a adição da tecnologia Servo Wave às alavancas de freio, oriundas dos sistemas de frenagem MTB e gravel da Shimano, os ciclistas têm menor curso da alavanca, o que torna a conexão entre pastilhas e rotor mais imediata, permitindo maior modulação dos freios, resultando em maior velocidade contínua e mais confiança em situações de pedalada mais técnicas.

Além disso, a redução do ruído do freio foi melhorada através de pastilhas de freio 10% mais largas, e maior folga do rotor, além de um botão para os rotores RT-MT800 da Shimano. O resultado é um sistema mais silencioso, obtido através de menor deformação térmica do rotor e menos interferência temporária entre a pastilha e o rotor.

A manutenção dos freios também foi melhorada. É possível fazer a sangria do freio sem retirar a pinça (BR-R8170) do quadro graças a uma porta de sangria separada e parafuso da válvula. Um novo funil e espaçador de sangria também ajudam a melhorar o processo de sangria.

As novas pinças de freio pesam 282 g por par contra o peso de 229 g das Dura-Ace.

Sistema de rodas

O último pilar no desenvolvimento do produto é o ponto crucial entre o input do ciclista e a velocidade resultante. Pela primeira vez, a Shimano introduziu uma linha de rodas de carbono, de freio a disco, tubeless no nível Ultegra.

Assim como as novas rodas, o desempenho vem do equilíbrio entre três fatores – redução de arrasto sem sacrificar o controle, rigidez na condução e construção de baixo peso – em três opções de carbono tubeless completas.

Três alturas de perfil de aro oferecem diferentes benefícios de performance para os ciclistas.

  • A roda C36 (WH-R8170-C36-TL, focada em subidas, é a roda mais leve com peso de 1488 g por par (para comparação: Dura-Ace WH-R9270-C36-TL peso = 1350 g);
  • A C50 (WH-R8170-C50-TL) é uma roda versátil completa com um grande equilíbrio de arrasto, rigidez lateral e de condução, peso periférico e global e, controle. A C50 vem com um peso alvo de 1570 g por par (WH-R9270-C50-TL peso = 1461 g);
  • A C60 (WH-R8170-C60-TL) é a roda mais aerodinâmica para sprints e perseguições em alta velocidade, com foco no arrasto, rigidez lateral e rigidez de condução. A C60 vem com um peso alvo de 1649 g por par (dura-ACE WH-R9270-C60-TL peso: 1609 g).

A rigidez de condução foi amplificada para aumentar a sensação do pedalar, diretamente em acelerações, dando à nova roda C36 um aumento de 9% na rigidez em relação à atual roda C40-TL.

Ultegra R8100

O estudo da Shimano na ciência da velocidade levou os desenvolvimentos de bicicletas de ciclismo de estrada a um nível completamente novo.

Trocadores Ultegra redesenhados, pinças de freio, rodas, câmbios e pedivelas, além de novas fiações Di2 EW-SD300 e baterias, fornecem evidências suficientes de que a Shimano não deixou de investigar nenhum detalhe em busca do próximo nível em velocidade, equilibrada com aplicações no mundo real.

Mas não se guie apenas pelo que dizemos: experimente você mesmo!

Os componentes Ultegra R8100 estarão disponíveis nas lojas a partir de outubro de 2021.

Os produtos estarão disponíveis nas lojas a partir de outubro.

Imagens do produto em alta definição:

https://www.dropbox.com/sh/c0r6rh88glgh75a/AADDxzZNTN-pEB9DEgLq3FL7a?dl=0

Observações:

Embargo: 31 de agosto, às 13h

Nota sobre consumo de bateria:

Aproximadamente 1.000 km. Condições de cálculo: Distância: 45km/dia, Tempo de condução: 2h/dia, FD utilização: 54 vezes/dia, RD utilização: 370 vezes/dia. Não inclui comunicações BLE/ANT+. A 25 graus C.

Tabela de comparação de peso: Inclusa no link do Dropbox.

Sobre a Shimano: Fundada no Japão em 1921, a Shimano se dedica a ajudar seus clientes a se aproximarem da natureza, apoiando as pessoas a realizarem seus sonhos e criarem novos estilos de vida. Isso vem com o desejo de criar excelentes produtos de ciclismo e vestuário. Com 100 anos de experiência na criação de componentes de bicicleta de renome internacional, a Shimano orgulha-se de ter desenvolvido produtos que continuam a levar inúmeros atletas à vitória e fornecem os meios para viagens de bicicleta globais ilimitadas.

Redator e PR na Blue Cycle & Fishing Distribuidora S/A.

Autor do Post

Nome do Autor

Redator e PR na Blue Cycle & Fishing Distribuidora S/A.

Compartilhe nas redes sociais

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.